Gerontologia e Saúde

sexta-feira, 24 de abril de 2015

A Passagem do Tempo

  O fotógrafo Jan Langer criou uma exposição muito especial. Ele pegou fotos de pessoas quando mais novas e as fotografou, na idade atual, na mesma posição. O fotógrafo ainda tratou as imagens para que ficassem mais próximas às originais, possíveis. Temos então a surpresa de ver aquelas peles lindas, lisas e alvas transformadas pelo efeito implacável do tempo.




Segundo Langer, a intenção da série é refletir sobre nossos próprios valores, sobre as coisas que priorizamos atualmente.

O número de idosos na America Latina

A expectativa de vida da população mundial vem aumentando, isso de deve em parte as melhorias sanitárias, maior acesso a informação, educação e tratamentos de saúde. 

Na América Latina este quadro também vem se repetindo, estudos mostram que em 2035, o número de idosos com 60 anos ou mais na região deve superar o de pessoas na faixa de 0 a 14 anos. um quatro da população da região terá mais de 60 anos no meio deste século.Calcula-se que o número de sexagenários, que atualmente é de 63,1 milhões (10% da população total), será triplicado e chegará a 187 milhões em 38 anos.A priori o quadro parece bom, contudo é preocupante devido ao alto número de idosos pobre e doentes.

Faltam políticas publicas adequadas para garantir a este idoso uma vida mais digna e saudável. Entre as enfermidades crônicas não contagiosas que mais matam estão doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, câncer, doença pulmonar obstrutiva (DPOC), obesidade, o sedentarismo, o cigarro e o exxesso de sal, gordura e açúcar .
"A definição de saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) inclui bem-estar físico, mental e social. E essa é uma combinação entre genética e ambiente". Vale salientar que o aumento da expectativa de vida reflete também no aumento dos gastos de saúde e previdência social e quase nada está sendo feito para evitar o colapso destes sistemas cada dia mais sobrecarregados.

Os países com maiores taxas de população sexagenária em 2050 serão República Dominicana (39,2%), Porto Rico (31,5%), Chile (30,3%), Costa Rica (29,8%) e Brasil (29%).

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Fotógrafa realiza ensaio com pessoas com 100 anos ou mais


 A beleza do corpo não tem idade e pensando nisso a fotógrafa Anastasia Pottinger procurou captar a beleza de um corpo envelhecido com sua coleção intitulada "CENTENÁRIAS", uma série de fotografias em preto e branco dos corpos nus de indivíduos cem anos ou mais. Desta forma ela pretende mostrar que beleza não tem idade.



"Este trabalho nasceu da oportunidade que tive de fotografar uma mulher de 101 anos que se ofereceu, por sua própria vontade, a atuar como modelo nu para mim. Era apenas um exercício de documentar sua forma bela".

Uma princesa muito Especial

O sonho nunca tem idade, a senhora  Ornelina Clara é uma prova disso , comemorando 100 anos ela chegou à sua festa de aniversário, na cidade de Barreiras, oeste da Bahia junto aos 15 filhos, 98 netos, 201 bisnetos e 68 tataranetos. Ela chegou ao evento vestida de princesa e esbanjando bom humor. 


Apesar da idade, a senhora se mantém ativa, faz trabalhos domésticos e adora dançar. E não é só o preparo físico dela que está em dia: a memória também está ótima Ele se lembra da infância, juventude e principalmente do casamento.

Se aniversário além de uma vitória foi emocionante para todos os presentes.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

SEIS EXERCÍCIOS PARA IDOSOS

01- Corrida

Correr traz muitos benefícios para o equilíbrio e para a respiração. Os idosos que procuram ser beneficiados por essa atividade devem gastar no mínimo 30 minutos por dia com ela, cinco vezes por semana.










02- Bicicleta

A bicicleta continua sendo um bom método de exercício para quem já tem mais idade. Ela trabalha a parte aeróbica, o equilíbrio e o fortalecimento dos músculos das coxas e da panturrilha.











03- Musculação

A musculação favorece a respiração e a circulação sanguínea, mas deve ser feita com cuidado pois pesos elevados podem sobrecarregar as articulações.











04-Natação

 Nadar faz bem para esse grupo de pessoas porque queima calorias, trabalha intensamente a parte aeróbica e fortalece os músculos, além de proteger as articulações, ajudando a tratar doenças como artrite e osteoartrite.











05- Ioga

A ioga fortalece a musculatura, dando maior equilíbrio, aumentando a flexibilidade, melhora a respiração e diminui o estresse.










06- Caminhada


Fortalece a musculatura, melhora a respiração e a circulação. 
Sua vantagem é que pode ser adaptada para a necessidade de cada indivíduo e possui um custo mais baixo. aconselha-se a caminhar sempre com um amigo para estimular ainda mais o exercício e fortalecer as interações sociais.

O segredo da vida longa


 Viver por um longo período é o sonho de muitos e quem chegou lá tem sempre um segredo do sucesso, desta forma a senhora de 109 Jessie Gallan é  mulher viva mais antiga da Escócia e tem uma receita infalível para viver muito. Segunda ela, basta comer mingau e ficar longe dos homens que segundo ela trazem mais problemas que benefícios.


Apesar de ser a mais velha da Escólia,a senhora Gallan não é a mais velha do mundo. O título ainda pertence a senhora  Misao Okawa, do Japão, que comemorou seu 116º aniversário. Ela está viúva há mais de 83 anos, quando seu marido morreu em 1931. 
 Em 2014 uma pesquisa nacional de centenários nos Estados Unidos descobriu que os segredos para uma vida longa inclui gastar muito tempo com amigos e família e ser compromissado com a ginástica e exercícios


segunda-feira, 23 de março de 2015

sexualidade na terceira idade

A sexualidade do idoso é um tabu para a sociedade atual, dicutir seu papel é importante para a qualidade de vida na 3ª idade, esta nada mais é do que a continuação de um processo que teve início na infância.
As sensações sexuais são os sentimentos de cada um, aliados às alterações anatômicas e fisiológicas trazidas pela idade que modelam o comportamento sexual de tais pessoas. E pelo fato da sexualidade ainda estar muito atrelada a reprodução ainda é difícil perceber a continuidade da sexualidade na terceira idade.
O avanço da medicina que pode ajudarmuito na diminuição dos problemas relacionados  ao tema pois algumas doenças capazes de prejudicar a sexualidade jä podem ser controladas como é o caso da alteração hormonal, diabetes (uma das poucas doenças que podem ocasionar a disfunção erétil), doenças cardíacas (se o coração estiver debilitado, o ataque poderá ocorrer com qualquer esforço físico, não só com o sexo), derrame (pouco provável ser prescrito a interrupção sexual, anemia (causa comum de fadiga e da diminuição da atividade sexual) doença de Parkinson, Peyronie, incontinência de esforço e dores lombares.
As questões emocionais tambem são importantes pois conflitos conjugais, aposentadoria, morte da pessoa amada além do próprio fato de envelhecer emesmo o medo da morte podem influrnciar na sexualidade. É preciso descobrir maneiras de utilizar as diversidades e transformações para solidificar a intimidade, aumentar o prazer e satisfação.
As mulheres sentem tais mudanças na época da menopausa (que marca o final da possibilidade de reprodução e não o término da vida sexual), quando as mudanças fisiológicas atróficas acontecem na pele, na mucosa genital e mamas. A lubrificação vaginal se lentifica e a própria forma vaginal também pode se modificar, ficando mais estreita e curta, mesmo que normalmente continue com tamanho suficiente para que ocorra a penetração. O revestimento vaginal torna-se fino e facilmente irritável, o que pode acarretar rachaduras e sangramento. Acontece o enfraquecimento da musculatura perineal devido a um processo gradual de atrofia. Com as paredes mais finas, bexiga e uretra ficam menos protegidas podendo se irritar durante o ato. Por outro lado, após a menopausa, não existe o temor da gravidez e a mulher já não gasta tanto tempo pra cuidar dos filhos.
Com o homem a partir dos 40 anos a produção de espermatozóide diminui. Também há uma redução na produção da testosterona, porém de forma vagarosa e não muito acentuada. Ocorre também a diminuição da dopamina e um aumento da prolactina, o que reduz o desejo sexual. Há homens que manifestam crises com sintomas psicológicos como depressão e irritabilidade. A ereção torna-se menos rígida e mais lenta, havendo menor urgência de ejacular e um maior controle da mesma, o que pode ser um ponto positivo, pois ao prolongar o ato podem aumentar o prazer enquanto casal. Há uma diminuição do volume ejaculado e da força da ejaculação, uma queda da ereção mais rápida após a ejaculação, seguida pelo aumento do tempo do período refratário. Apesar de todos os estudos realizados, até hoje informações erradas envolvem a sexualidade após a idade madura.
É preciso conhecer e se adaptar às mudanças fisiológicas que surgem com a idade. Cuidar do estado geral da saúde assim como da aparência: higiene descuidada e roupas de ficar em casa rasgadas são formas de perceber desatenção pelo parceiro. Há quem afirme que a maioria dos problemas sexuais nessa idade tiveram início anteriormente, quando o casal estava imerso em preocupação com os filhos e ou trabalho. Tais atividades podem mascarar a falta de comunicação entre eles, voltando com toda a força nessa idade, quando sobra mais tempo para ficarem juntos.Mas um aspecto positivo é que tendo uma agenda menos apertada, conquistada pela aposentadoria, pode-se perceber qual o momento predileto de se fazer amor, por exemplo, sem ser a noite, quando muitas vezes, um dos parceiros está sem vontade ou cansado. Os médicos afirmam que o aparecimento de disfunções sexuais na terceira idade se dá muito mais devido a problemas de saúde do que a própria idade.
Referências Bibliográficas:
Butler, R & Lewis, M. (1985). Sexo e amor na terceira idade. (trad. Ibanez de Carvalho Filho) São Paulo: Summus.Cavalcanti, R & Cavalcanti, M. (2006) Tratamento clínico das inadequações sexuais. São Paulo:
Roca.Masters, W. & Johnson, V. (1976). A conduta sexual humana. (trad. D. Costa) .

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Causou  muita discussão a ida à praia da atriz Beti Farias de 76 anos e da duquesa de Alba de 86 anos....ambas foram de biquíni, o que muitos consideram uma ousadia e outros acham normal.
A mulher lutou por anos por emancipação e liberdade e nestes tempos em que a força e a autonomia da feminina são valorizado, causa estranheza a percepção que a mulher idosa não "pode". Isso destoa de toda a luta vigente e dos ideais de liberdade.
O corpo pertence a cada indivíduo tem o livre arbítrio de dispo-lo com liberdade.
O corpo humano é lindo em todas as fases e a apreciação depende do ponto de vista e da maturidade individual.

sábado, 4 de outubro de 2014

Mini Exame do Estado Mental (MEEM)


É o teste mais utilizado para avaliar a função cognitiva por ser rápido (em torno de 10 minutos), de fácil aplicação, não requerendo material específico. Deve ser utilizado como instrumento de rastreamento não substituindo uma avaliação mais detalhada, pois, apesar de avaliar vários domínios (orientação espacial, temporal, memória imediata e de evocação, cálculo, linguagem-nomeação, repetição, compreensão, escrita e cópia de desenho), não serve como teste diagnóstico, mas sim pra indicar funções que precisam ser investigadas. É um dos poucos testes validados e adaptados para a população brasileira.

Uso

Teste de rastreamento e avaliação rápida da função cognitiva

Apresentação do Exame

  1. Orientação espacial (0-5 pontos):
    Em que dia estamos?
    • Ano
    • Semestre
    • Mês
    • Dia
    • Dia da Semana
  2. Orientação espacial (0-5 pontos):
    Onde Estamos?
    • Estado
    • Cidade
    • Bairro
    • Rua
    • Local
  3. Repita as palavras (0-3 pontos):
    • Caneca
    • Tijolo
    • Tapete
  4. Cálculo (0-5 pontos):
    O senhor faz cálculos?
    Sim (vá para a pergunta 4a)
    Não (vá para a pergunta 4b)
    • 4a.Se de 100 fossem tirados 7 quanto restaria? E se tirarmos mais 7?
      • 93
      • 86
      • 79
      • 72
      • 65
    • 4b.Soletre a palavra MUNDO de trás pra frente
      • O
      • D
      • N
      • U
      • M
  5. Memorização (0-3 pontos):
    Peça para o entrevistado repetir as palavras ditas há pouco.
    • Caneca
    • Tijolo
    • Tapete
  6. Linguagem (0-2 pontos):
    Mostre um relógio e uma caneta e peça para o entrevistado para nomeá-los.
    • Relógio
    • Caneta
  7. Linguagem (1 ponto):
    Solicite ao entrevistado que repita a frase:
    • NEM AQUI, NEM ALI, NEM LÁ.
  8. Linguagem (0-3 pontos):
    Siga uma ordem de 3 estágios:
    • Pegue esse papel com a mão direita.
    • Dobre-o no meio.
    • Coloque-o no chão.
  9. Linguagem (1 ponto):
    • Escreva em um papel: "FECHE OS OLHOS". Peça para o entrevistado ler a ordem e executá-la.
  10. Linguagem (1 ponto):
    • Peça para o entrevistado escrever uma frase completa. A frase deve ter um sujeito e um objeto e deve ter sentido. Ignore a ortografia.
  11. Linguagem (1 ponto):
    • Peça ao entrevistado para copiar o seguinte desenho. Verifique se todos os lados estão preservados e se os lados da intersecção formam um quadrilátero. Tremor e rotação podem ser ignorados.
Resultado: 0

Some os pontos

Avaliação dos resultados

Normal: acima de 27 pontos
Demência: menor ou igual a 24 pontos; em caso de menos de 4 anos de escolaridade, o ponto de corte passa para 17, em vez de 24.

Escore médios para depressão

Depressão não-complicada: 25,1 pontos
Prejuízo cognitivo por depressão: 19 pontos


Referências

Departamento de Atenção Básica. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica - Brasília : Ministério da Saúde, 2006. 192 p. il. - (Cadernos de Atenção Básica, n. 19)(Série A. Normas e Manuais Técnicos) 

Duncan BB, Schmidt MI, Giugliani ERJ, organizadores. Medicina ambulatorial: condutas de atenção primária baseada em evidências. 3 Ed. Porto Alegre: Artmed Editora; 2004.

Escala de Depressão Geriátrica

A depressão é uma doença que está se tornando cada mais vez mais frequente entre os idosos.
O teste abaixo deve ser aplicado por profissionais.


1- Você esta satisfeito com sua vida?

A- Sim
B- Não

2- Você interrompeu suas atividades devido a idade?
A- Sim
B- Não

3- Você sente que sua vida está vazia?
A- Sim
B- Não

4- Você se aborrece com frequência ?
A- Sim
B- Não

5- Você tem medo que algo ruim lhe aconteça?
A- Sim
B- Não

6- Você se sente de bom humor com  frequência?
A- Não
B- Sim

7-Você se sente alegre com frequência ?
A- Não
B- Sim

8- Você se sente desamparado com frequencia?
A- Sim
B- Não

9- Você prefere ficar mais em casa do que sair?
A- Sim
B- Não

10- Você acha que tem mais problemas de memória que a maioria das pessoas?
A- Sim
B- Não

11- Você acha que é maravilhoso estar vivo?
A- Não
B-  Sim

12- Para você, vale apena viver como vive agora?
A- Não
B- Sim

13- Você se sente cheio de energia?
A- Não
B - Sim

14- Você acha que sua situação tem solução?
A- Não
B - Sim

15- Você acha que a maioria das pessoas está em situação melhor que a sua?
A- Sim
B- Não



Resposta

Se mais de 04 respostas forem a letra A= Suspeita de Depressão






Pirecing e Idosos

 
Liberdade para usar o corpo.
Este tema é  comum aos jovens e questionado nos idosos, e quando o assunto é piercings o tabu é certo.























Alguns idosos estão disposto a quebrar este tabu e ser feliz usando o que gosta.








O Recordista





O aposentado John Lynch, de 78 anos, é o recordista mundial de piercings, de acordo com o Livro dos Recordes. O idoso tem 241 adornos no corpo – 150 apenas na região da cabeça e pescoço

Universitária mais velha do Brasil se forma

A mineira Chames Salles Rolim, com 97 anos  se formou em direito em agosto de 2014, em Ipatinga (MG). A faculdade onde a senhora que é mãe de 10 filhos, com 28 netos e 18 bisnetos, estudou quer que o "Guinness Book" verifique se ela é a mulher mais velha do mundo a se graduar. Um grande exemplo para demonstrar que nunca é tarde para se realizar sonhos.


sábado, 13 de setembro de 2014

Fotógrafo quebra tabu com ensaio com idosas

O fotógrafo holandês Erwin Olaf  realizou um ensaio fotográfico muito ousado. Ele fotografou idosas em poses sensuais, mostrando que a sexualidade não tem idade.







Em poses ousadas e vestindo lingeries provocantes, as modelos  expõem dobrinhas, rugas e varizes, provando que tudo isso pode também ser sexy e que a felicidade verdadeira está em ser feliz consigo mesmo. Em tempos em que ser velho é feio, o fotógrafo prova que  beleza e sensualidade independe da idade.

Fonte:
Todas as fotos © Erwin Olaf
A idade é um estado de espírito,
Não existe limite de moda para a idade,
Existe sim...conceitos arcaicos e demagógicos que tentam determinar o que "pode" ou" não pode".
A verdadeira liberdade está na cabeça de cada um.

domingo, 7 de setembro de 2014

Animais de Estimação para Idosos

1. Estimula a interação social e combate a solidão:a presença do animal estimula a interação social, a realização de atividades de vida diária e de lazer. Além de serem ótimas companhias.



2. Aumenta a disposição: normalmente, o ideal é caminhar ao menos uma hora com o bichinho, isso melhora o sistema cardiorrespiratório e os órgãos do sentido.


3. Melhora o humor: ao brincar com o cachorro ou gato, as taxas de serotonina se elevam – neurotransmissor que atua regulando o bom humor, sono, apetite e alivia a dores e diminuindo os níveis de ansiedade.
4. Previne doenças: estudos realizados em vários países apontam que os tutores de cães e gatos, nessa etapa da vida, sofrem menos de depressão, problemas relacionados à pressão sanguínea, frequência cardíaca e capacidade motora, por causa da prática de exercícios em companhia do animal.
 
5. Aumento da expectativa de vida: a ciência já comprovou que quem convive com eles são mais felizes, saudáveis e vivem mais porque a convivência com os bichos aumentava a sensação de bem estar e, por consequência, elevava a expectativa de vida.

Os mais indicados:

Cachorro: ideal para quem quer a companhia  e proteção.

Peixe: pode ser uma boa pedida pois é um animal com baixo custo de manutenção. Alguns tipos de peixe exigem cuidados ainda mais simples: coloridos, os Betta não precisam de filtros nem aquários grandes – é só trocar parte da água a cada 15 dias.

Aves: Indicado a quem tem espaço para uma gaiola grande e não vai interagir com o bichinho durante todo o dia. A escolha do pássaro também influencia no clima da casa: canários alegram o ambiente com seu canto e calopsitas aprendem truques e podem ficar um pouco soltas

Gato: são independentes e solicitam menos energia do dono que um cachorro.

Cuidados: 
1- Os animais devem ser pequenos para facilitar o manuseio e evitar quedas (pois alguns animais gostam de pular no colo do dono e se este não tiver forças pode ocorrer uma queda grave).

2- Os animais devem estar com as vacinas em dia.

3- Cuidados especiais: aparar unhas do bichinho para evitar arranhões (pois a pele do idoso é muito sensível e pode se machucar facilmente), evitar animais agressivos e preferir animais de pelo curto para facilitar a higiene.
 

Direitos dos Idosos


       Lazer, Cultura e Esporte

  • Todo idoso tem direito a 50% de desconto em atividades de cultura, esporte e lazer. 
     
     
    Trabalho
    • É proibida a discriminação por idade e a fixação de limite máximo de idade na contratação de empregados, sendo passível de punição quem o fizer.
    • O primeiro critério de desempate em concurso público é o da idade, com preferência para os concorrentes com idade mais avançada.
     

Direito dos Idosos

Habitação
  • É obrigatória a reserva de 3% das unidades residenciais para os idosos nos programas habitacionais públicos ou subsidiados por recursos públicos.

Direitos dos Idosos

Entidades de Atendimento ao Idoso
  • O dirigente de instituição de atendimento ao idoso responde civil e criminalmente pelos atos praticados contra o idoso.
  • A fiscalização dessas instituições fica a cargo do Conselho Municipal do Idoso de cada cidade, da Vigilância Sanitária e do Ministério Público.
  • A punição em caso de mau atendimento aos idosos vai de advertência e multa até a interdição da unidade e a proibição do atendimento aos idosos.

Direitos dos Idosos

Violência e Abandono
  • Nenhum idoso poderá ser objeto de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão.
  • Quem discriminar o idoso, impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de transporte ou a qualquer outro meio de exercer sua cidadania pode ser condenado e a pena varia de seis meses a um ano de reclusão, além de multa.
  • Famílias que abandonem o idoso em hospitais e casas de saúde, sem dar respaldo para suas necessidades básicas, podem ser condenadas a penas de seis meses a três anos de detenção e multa.
  • Para os casos de idosos submetidos a condições desumanas, privados da alimentação e de cuidados indispensáveis, a pena para os responsáveis é de dois meses a um ano de prisão, além de multa. Se houver a morte do idoso, a punição será de 4 a 12 anos de reclusão.
  • Qualquer pessoa que se aproprie ou desvie bens, cartão magnético (de conta bancária ou de crédito), pensão ou qualquer rendimento do idoso é passível de condenação, com pena que varia de um a quatro anos de prisão, além de multa.